InternacionaisAbout UNESCO UNESCO Media ServicesProgrammesDocumentary ResourcesUNESCO Worldwide

  Escolas Associadas da UNESCO - Coordenação Nacional - Brasil
 Homecontatoe-mail

 

O que é o PEA
Para associar-se
Projetos e Parcerias
Escolas Associadas
Projetos das Escolas Associadas 
Logotipos das Escolas Associadas
Recursos on-line
logotipos
Modelo de Relatório
 
Rede Pea no mundo
Africa | Estados árabes | Asia e Pacífico | Europa e América do Norte | América Latina e Caribe
 

Projeto
Cantando pelo Mundo
 
 
 


 

 

 

   
               

                 Unite4Heritage

 

UNESCO lança projeto sobre Patrimônio

 

A UNESCO convida as escolas associadas brasileiras a participar do projeto #Unite4Heritage.

O objetivo da proposta é utilizar o poder das redes sociais para criar um movimento global para proteger o patrimônio universal sob ameaça, em países como o Iraque e outras regiões do planeta.

O projeto propõe que alunos e professores fotografem seu patrimônio favorito e poste no Facebook, Twitter ou Instagram usando a hashtag #Unite4Heritage, explicando o motivo da escolha. Sugere também que os participantes façam selfies com os locais escolhidos.

Vale lembrar que o conceito de Patrimônio da UNESCO é amplo e abrange não apenas bens arquitetônicos, mas todas as expressões culturais e artísticas da humanidade, bem como as riquezas naturais que precisam ser preservadas. Trata-se de uma ação focada no compartilhamento de valores como tolerância, respeito e diversidade humana.

Veja mais informações no site www.unite4heritage.org.

 


 

 


 

 

                    Atenção
         A logomarca do PEA UNESCO mudou!
     Baixe e utilize em seus projetos e atividades.

                             


 


Diretrizes para 2015

Temas trabalhados pelo  PEA

 

O ano está começando e, como é natural, algumas escolas associadas manifestam dúvidas sobre os trabalhos a serem desenvolvidos no ambito do Programa das Escolas Associadas. Por isso, decidimos elaborar essas breves diretrizes, baseadas nas orientações que vêm sendo direta e reiteradamente transmitidas pela Coordenação Internacional da rede, em Paris.

É fundamental que elas sejam seguidas, não apenas para garantir a unidade do trabalho, em nível internacional, como para assegurar que o Brasil continue elevando a qualidade das suas ações e projetos, dentro das determinações do atual Plano Estratégico do Programa das Escolas Associadas da UNESCO.

 

1.      Temas centrais

Como sempre, a tendência é que o calendário da UNESCO, tanto no que se refere aos anos internacionais, como às semanas e dias, norteie os educadores. Mas essa é uma visão ultrapassada. É fundamental que as escolas sejam orientadas a trabalhar sobre os quatros temas centrais do PEA, que são:

-          Aprendizagem intercultural (que envolve domínio de idiomas, conhecimento e respeito a outras culturas, projetos internacionais);

-          Sustentabilidade (que vai além do impacto ambiental, mas diz respeito a todos os aspectos de vida sustentável);

-          Cultura da Paz (tema histórico do PEA, que deve ser tratado de maneira realista e focada em nossos tempos;

-          Sistema das Nações Unidas (nesse caso, para que os alunos saibam o que a ONU, UNESCO, PEA...).

Esses quatro temas conduzem ao eixo central, que é o da Cidadania Global, que vem sendo enfaticamente recomendado pela Coordenação Internacional.

Aliás, todas as orientações sobre isso vêm sendo reiteradamente recebidas e retransmitidas pela Coordenação Nacional, mas frequentemente temos visto que é preciso mais esforço para mudar a cultura da rede.

 

2.      Anos Internacionais e outras datas

Isso significa que os Anos Internacionais não devem ser trabalhados? Não. Apenas não devem ser os eixos principais, como um trilho a ser seguido inercialmente, pois isso limita as transformações buscadas pela UNESCO. A participação do PEA passa a ser simplesmente “seguir bombeiro”, desencorajando projetos que extrapolem esse âmbito.

Mesmo quando as escolas optarem por seguir os Anos Internacionais, não podemos perder a referência dos temas estratégicos e da busca do conceito central da Cidadania Global, com criatividade, ousadia e perspectivas pedagógicas mais contemporãneas.

 

3.      Ações isoladas x projetos permanentes

Uma das características dos projetos focados unicamente no calendário é que são pontuais e se esgotam ao final de cada data comemorativa, sem produzir transformações duradouras. Não se fala mais sobre água, por exemplo, pois o Ano Internacional da água já passou...

A grande questão que parece dividir as escolas é: qual Ano Internacional devo escolher? Isso afasta o trabalho dos temas de fundo do PEA.

Ao contrário, se focamos nos temas centrais, os Anos Internacionais acabam, mas seus princípios são incorporados e passam a fazer parte da cultura escolar e influem no projeto pedagógico de cada instituição.

Neste ano, por exemplo, temos o Ano Internacional da Luz e o Ano Internacional dos Solos. É verdade. Mas temos de pensar: como, dentro da questão do eixo maior da Cidadania Global, esses temas podem ser trabalhados? E se não quisermos utilizar nada dos Anos Internacionais como referência? Não há problema algum, não estamos presos a isso.

  

4.      Relevãncia

Tão importante quanto as decisões sobre os aspectos a serem trabalhados é a questão da relevãncia. As escolas precisam ter consciência de que só faz sentido participar do PEA e desenvolver projetos se eles tiverem relevãncia, se induzirem transformações, se estimularem a busca pela qualidade de ensino.

Precisamos estimular nossos professores a fazer projetos que envolvam o maior números de pessoas, atinjam a comunidade, produzam novos conhecimentos, gerem transformações de hábitos e atitudes.

 

5.      Comunicação

Essas discussões precisam ser incorporadas no dia a dia da escola. É importante buscar subsídios no site internacional do PEA, no site do PEA-UNESCO do Brasil e também na revista do PEA, que traz subsídios para isso e está disponíel em sua versão digital em nosso site. Podemos e devemos encorajar os professores a utilizarem as orientações que estão na revista para fazer seu planejamento.

Esse é um documento interno, feito especialmente para os diretores e gestores, mas pode sem dúvida ser adaptado para a comunicação interna das escolas.

Como sempre, estamos à disposição para esclarecer qualquer dúvida adicional.

ANO INTERNACIONAL DA LUZ



O evento contou com a presença de representantes de vinte um municípios gauchos.

Um sucesso!







Vote pelas mudanças que podem fazer o seu mundo melhor
As Nações Unidas e seus parceiros querem ouvir VOCÊ!
MEU Mundo é uma pequisa global que quer sua ajuda na escolha das prioridades para um mundo melhor. Os resultados serão compartilhados com líderes mundiais na definição da próxima agenda de desenvolvimento global. Conte-nos sobre o mundo que você quer.

Levante sua voz!


   









O Programa
Jovem Mestre em Desenvolvimento Sustentável (YMP) oferece uma experiência única de aprendizagem através de uma rede global de educação baseada na web.
www.goymp.org







PEA brasileiro está representado em documentário internacional da UNESCO

O Programa das Escolas Associadas do Brasil acaba de receber um reconhecimento internacional: fazemos parte do filme Education for Human Rights, documentário produzido pela UNESCO e agora distribuído para todo o mundo.

O filme de 12 minutos reúne as opiniões de jovens de países diversos como Canadá, França, Argélia, Coreia, Burkina Faso, entre outros, sempre ligadas a diferentes aspectos da convivência humana.

Pelas características da produção (com prazo extremamente curto) e pela estrutura, o PEA-Brasil foi representado pelo Colégio Magno.

A participação no documentário deve ser motivo de grande orgulho para as Escolas do PEA, pois mostra que nosso trabalho vem sendo reconhecido em âmbito global. Agora, com o filme, nossa presença será ainda mais ampliada. Seguimos em frente! Parabéns a todos.

 








PESQUISA
O impacto de se tornar uma escola associada da UNESCO (PEA) no Brasil
 

 

 


Sites

Unesco
Unesco Brasil
PEA Internacional
OREALC - Chile
ONU
FAO
Calendário

Publicação:
Kit água quente para todos

Revista PEA-Unesco 2014

 

Revista PEA-Unesco 2013